Páginas

Como escolher um rádio




            Essa pode ser uma das escolhas mais difíceis da sua vida como aeromodelista. Escolher o modelo ideal para você vai muito além do número de canais e marca, na verdade, essa é uma das coisas “menos importantes”.

            Há inúmeras maneiras de iniciar a escolha, mas considero duas delas as mais importantes: preço e necessidade. A normalmente escolhida pelos iniciantes tem como base o preço, primeiro define-se quanto quer gastar, depois procura o melhor rádio que aquele orçamento pode comprar. A segunda, e que eu considero melhor, é saber quais são suas reais necessidades de uso, e após encontrar algumas opções, escolher o melhor custo X benefício.





            Antes de escolher, devemos saber o que um rádio controle representa para o aeromodelista: quase tudo. Sem ele não existe aeromodelista, não existe voo, não existe segurança, não existe tranquilidade em voar ... Todo o comando que o piloto envia ao avião é transmitido por ele. Você ainda tem dúvidas de que um rádio de qualidade é necessário ???

            Já vi muitas pessoas preocupadas com perda de sinal, interferência e outras coisas, com sinceridade, voo desde 2008 e não sei o que é uma perda de sinal. Nunca tive problemas com rádio, após um tempo até esquecia que ele poderia ser um problema, de tão grande que era sua confiabilidade. E tudo isso veio com uma escolha correta e consciente do modelo ideal PARA MIM.

            A não ser que você queira trocar de rádio a cada aeromodelo mais complexo que compre, o melhor é ter um rádio que vá um pouco além da sua necessidade atual; assim, quando montar um avião que demande mais recursos, seu rádio atual será capaz de oferecer as programações e funções necessárias.


            Marcas

            Fico até com receio de falar sobre isso, já que algumas pessoas defendem suas marcas até a morte, como a velha rixa FUTABA X JR.
            A verdade é que podemos dividir os fabricantes em duas grandes categorias: primeira e segunda linha. A diferença entre elas é clara, basta pegar os rádios na mão que irá perceber.

            Primeira linha (as tradicionais e antigas): Futaba, Jr, Spektrum, Hitec e Graupner.

            Segunda linha (novas e baratas): HK, Turnigy, FrSky, Tactic, entre outras.

            Apesar de muitos aeromodelistas usarem rádios de segunda linha e não relatarem problemas, é raro vê-lo em aeromodelos caros e complexos, e por um motivo simples: seu foco é outro, foram feitos para baratear o hobby. Por isso são bem mais simples e menos confiáveis, se o aeromodelo cair, o prejuízo é pequeno.

            Saiba que a escolha da marca/modelo de rádio deve levar em consideração o preço do aeromodelo voado. Da mesma maneira que voar um aeromodelo de 500 reais com um rádio de 10 mil reais é besteira, voar um aeromodelo de 20 mil reais com um rádio de 400 reais também é.

            Caso a grana esteja curta, não há problema em começar com algo mais barato, mas busque no futuro as marcas de primeira linha. Qual? Esta já é uma tarefa sua, cada uma apresenta pequenas vantagens e desvantagem, mas no geral todas são de ótima qualidade. Nunca vi um aeromodelista que sonhe em ter um HK, geralmente querem um Futaba ou Jr,

            Fique esperto, é possível encontrar rádios de primeira linha usados em ótimo estado (ou até mesmo novos) com o mesmo preço dos rádios de segunda linha.



            Canais

            É a quantidade de funções que você pode controlar no seu avião, mas contar canais corretamente vai além das funções, seria melhor definida pelo número de servos que um aeromodelo possui. Caso você diga que utilizando “Y” é possível ligar mais servos você está certo, porém, isso cria outros problemas, pessoalmente prefiro um servo por canal, assim, regular o avião se torna mais fácil.

            Por exemplo, caso seu aeromodelo mais complexo possua: profundor, dois ailerons, dois flaps, leme, motor e trem de pouso retrátil. O melhor seria um rádio de oito canais (um servo por canal), porém, utilizando “Y” é possível voar até mesmo com um rádio de seis ou sete canais. Nesse caso, a quantidade vai da sua preferência.


            Um problema sério é que o próximo tópico está intimamente ligado ao número de canais: as funções e mixagens.


            Funções e mixagens

            Pode não parecer, mas a maioria dos modelista não compra um rádio pelo número de canais, e sim pela quantidade e variedade de suas funções (aprenda o que elas fazem aqui).

            Rádios mais simples oferecem pouquíssimas e restritas funções, o que é um obstáculo no momento da programação, chegando ao pondo de não ser possível voar [como deveria] alguns modelos com certos rádios.

            Antes de comprar, veja quantas e quais mixagens o rádio oferece, compare com as quais você utiliza atualmente ou precisaria utilizar. E nunca se esqueça: programação nunca é demais, melhor sobrar que faltar.


            Número de modelos

            O tempo passa, o hangar aumenta, e quando você menos vê seu rádio já não suporta mais seus aeromodelos (aconteceu comigo). Os rádios mais básicos oferecem memória para 10 modelos (geralmente), programou 10 acabou o rádio, não tem como aumentar a não ser trocando ou comprando outro rádio. Rádios mais modernos e avançados, além de possuírem memória interna para mais modelos (15 a 30), oferecem a opção de expansão via cartão SD, ou seja, além de aumentar muito a capacidade (em torno de 1000 modelos a cada 1GB do cartão) oferece a opção de colocar a programação em outro rádio compatível sem a necessidade de refazê-la


            Telemetria

            É a capacidade do rádio receber informações do receptor (geralmente o rádio somente envia dados), como: temperatura, rotação do motor, tensão da bateria, nível do tanque de combustível, posicionamento (GPS), distância até o piloto, entre outros.

            Para a maioria dos aeromodelistas isso não passa de luxo, e eu concordo; porém, para certos usos e modelos torna o voo mais seguro e confiável, além de facilitar certos procedimentos, como regulagem de motor.

            Caso você tenha interesse nesses dados de voo, é importante procurar rádios com esta função.



            A grosso modo é assim que se escolhe um rádio, fora casos específicos, como se você tiver muitos receptores de um tipo, talvez não valha a pena trocar seu rádio por outro com tecnologia diferente.

            Acho besteira, hoje, comprar um rádio sem ser computadorizado, pois o tempo de vida útil será breve, não há maneira prática de possuir dois aeromodelos com UM rádio desses.

            Do mesmo jeito que não indico para ninguém comprar um rádio 72 MHz, já que o 2.4GHz é muito menos suscetível à interferência e tão barato quanto.

            Sempre observe o que as pessoas ao seu redor usam, mas não as siga cegamente. Sempre é bom ter alguém que saiba programar seu rádio por perto, ajuda nunca é demais.


Quer ser avisado de todas as nossas postagens? Cadastre seu e-mail aqui.



            Ainda não sabe qual rádio escolher? Está em dúvida entre alguns? Deixe seu comentário aqui em baixo que te ajudamos. 



25 comentários:

  1. Foi muito útil para mim estou começando e faz com que eu pense bem antes de comprar meu rádio.
    nunca tive um aeromodelo estou pensando em montar um asa zagi, mas dizem os que entende que primeiro tenho quer começar em um treinador.vou primeiro com a razão depois a emoçaõ por ultimo.Agradeço a vcs por dicas sobre rádio.Aqui onde moro não tenho com quem trocar idéias.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pense bem, pois normalmente ficamos com um rádio por mais de 5 anos, e se for ruim será só problemas.O ideal é um treinador mesmo. Fique a vontade para entrar em contato conosco quando precisar, seja por aqui ou pelo e-mail (contato@aeromodelismoeassim.com).

      Excluir
  2. Bom dia! O post me ajudou em alguns pontos, porém tenho outras dúvidas mais específicas. Uma delas é que como você comentou no post o ideal é comprar um rádio que atenda um pouco além das minhas necessidades iniciais pois vou começar com aeromodelos mais simples como zagi e treinador, mais tenho a intenção de partir para aéros mais complexos em um futuro próximo ai fico pensando com relação aos modelos de receptor disponíveis para cada rádio. Sei que existem receptores mais caros e mais baratos então gostaria de saber se comprando por exemplo um Futaba T8j ou um Spektrum new DX7 (estou em dúvida entre esses dois modelos) eu teria uma variedade de receptores entre modelos mais em conta por exemplo para utilizar em uma Zagi e modelos mais complexos para utilizar em um biplano por exemplo. Essa é uma das minha maiores dúvidas pois como não tenho experiencia não sei se por exemplo comprando o t8j só vou ter disponível receptores caros ou se vai ser difícil encontrar receptores para determinado tipo de rádio.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se você acompanha o site pode perceber que uso Futaba, então minha primeira sugestão seria o T8J. Quanto aos receptores, ambas marcas possuem receptores genéricos (compatíveis, porém de outro fabricante). O Futaba genérico mais barato que conheço é o FrSky Delta 8, que funciona no T8J e custa 30 dólares. Preço do Spektrums eu não conheço, mas pesquise por receptores compatíeis que você encontra os mais baratos, indico as marcar Orange e FrSky. Para aeros mais complexos o receptor do próprio fabricante é o mais indicado.

      Excluir
    2. Primeira mente gostaria de agradecer a atenção! Comecei a acompanhar o site agora! Mais tenho entrado quase todos os dias e já li vários artigos que por sinal são excelentes e estão me ajudando muito. Vou seguir sua sugestão vou comprar um T8J. Tenho pesquisado preço em alguns sites brasileiros pois não sei se vale a pena tentar importar um radio de fora!

      Excluir
    3. Felipe, fique a vontade para pedir ajuda, por aqui ou pelo e-mail, todas as mensagens são respondidas. O objetivo do site é exatamente esse: sanar dúvidas. Pesquise direitinho, pois geralmente comprar fora é sempre mais barato, com a alta do dolar o preço do exterior está em 70/80% do preço do Brasil.

      Excluir
    4. Eu dei uma olhada em alguns sites do exterior e até no www.brhobbies.com que atende a brasileiros porem tenho um pouco de medo de comprar e ser taxado! Se não for intromissão o seu você comprou em algum site de fora?!

      Excluir
    5. A grande maioria dos site atende a brasileiros, a diferença do BrHobbies é que eles são brasileiros, mas infelizmente o preço deles é um pouco acima da média. Não entendo o medo de ser taxado, se for você vai até os Correios, paga a taxa e pega a encomenda. Não lembro exatamente onde comprei, acho que foi pelo ebay.com .

      Excluir
  3. Estava querendo pegar um turnigy 9xpro so que falaram que ele é de difícil manuseio quando digo isso quero dizer que talvez tenha que soltar um comando para ativar outro sabe dizer se isso procede desde já agradeço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quanto aos 4 comandos básicos não, por serem via stick estão no dedo do piloto. Nunca tive um rádio deste, mas olhando foto, as chaves de trás me parecem estar um pouco longe do alcance dos indicadores, se isso prejudica muito o voo já não sei te responder, mas que parece estar longe, parece.

      Excluir
  4. Tenho um turnigy i6(modelo novo) nunca tive problemas

    ResponderExcluir
  5. Boa noite, Taranis e Radiolink são marcas boas?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Taranis já ouvi falar, Radiolink nunca. Eu buscaria marcas mais conhecidas, como Turnigy e HK.

      Excluir
  6. Boa noite, gostei do post pois estou comprando um radio e estou com uma dúvida cruel. Gostei muito dos rádios da Graupner, principalmente o Graupner MZ-18 Hott por uma tecnologia fora de serio. Queria saber se será uma boa escolha, pois quase não vejo aqui no Brasil aeromodelistas usando essa marca. E o outro é Taranis X9D Plus. Esse já é bem conhecido por aqui e é mais barato em relação ao Graupner. Com sua experiencia, qual você me indicaria?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Graupner é top de linha, comparável à Futaba, Jr e Spektrum; infelizmente não é muito utilizado no Brasil. Já o Taranis é da FrSky, marca considerada segunda linha por aqui.
      Na minha opinião não cabe nem comparação entre os dois, pois são de segmentos totalmente diferente. Eu, pessoalmente não ficaria com nenhum dos dois.
      Graupner: Você vai praticamente casar com o rádio, pois será difícil vender se algum dia quiser, além da dificuldade para encontrar peças e receptores no Brasil.
      Taranis: Marca recente, pode ser confiável, pode não ser, o tempo nos dirá.
      Eu prefiro ficar dentro do trio Futaba, Jr e Spektrum, pois temos peças a total disposição por aqui, todos sabem mexer, e se um dia quiser vender, são será tão difícil.

      Excluir
  7. Bom dia, preciso de um rádio para um Zagi. Atualmente seria o unico que estaria fazendo de imediato, futuramente posso ate investir melhor porem no momento não disponibilizo de capital para isso. Me indica algum radio para o zagi? Nele eu usarei basicamente apenas 4 comandos ne, ou nao?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na verdade na zagi você usará apenas 3 canais, mas o rádio será de 4 canais mesmo. Caso ele não tenha a função elevon, você precisará de um mixer externo pra por direto no aero.

      Excluir
  8. Eatou começando agora no aeromodelismo, gostastaria de saber se esse rádio Flysky Fs-i6 V2 06 Canais 2.4ghz é bom para começar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É bom para começar sim, apesar de ser um rádio simples.

      Excluir
    2. Tem como vc indicar algum no máximo de R$500?

      Excluir
    3. Eu buscaria um usado de marca renomada, como: Dx6, Dx7, 6J, 6ex

      Excluir
  9. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  10. Rádio Controle Flysky Fs-i4 C/ Receptor 2.4g 4 Canais Aero,esse rádio é bom para iniciante. Quero primeiro praticar no simulador. Obrigado

    ResponderExcluir
  11. NÃO CONCORDO quanto a que outros rádios além de Futaba JR Spektrum, Hitec e Graupner, não sejam seguros isso é TOTALMENTE ULTRAPASSADO!, hoje em dia tem muitos radios relativamente baratos como frSky, Turnigy que oferecem também boa segurança!!!,,, sem falar que as marcas "boas" são os olhos da cara!,ainda mais no Brasil que é uma exploração sem fundamento!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...