Páginas

Tipos de bateria


Independentemente do tipo de propulsão (elétrico, gasolina, glow ou turbina), todo aeromodelo possui pelo menos dois destes itens: servo, receptor, ignição e motor elétrico. E esses equipamentos necessitam de energia elétrica para funcionar, no caso do aeromodelo, o mais viável é uma bateria que forneça energia elétrica.
Para nós, o melhor é o uso de baterias recarregáveis, pois são mais práticas, confiáveis e em longo prazo mais baratas. Hoje, com a grande variedade de opções, muitos aeromodelistas ficam confusos e não sabem qual a vantagem de cada uma.


Diversos tamanhos de bateria

Abordarei somente as baterias recarregáveis mais utilizadas atualmente.

Basicamente podem ser divididas em dois tipos: Níquel (Ni) e Lítio (Li). E em quatro subtipos: Ni-Cd e Ni-Mh; Lipo e Life.


Níquel

- São as baterias mais antigas, e por isso, menos avançadas tecnologicamente; - São mais pesadas comparadas às de Lítio;
- Geralmente, acompanham modelos treinadores glow RTF;
- Para uma maior vida útil é necessário “dar carga lenta”, através de carregadores de parede ou computadorizados com corrente (amperagem) entre 0,1 e 0,3Ah, o que demora 12 horas;
- É o mesmo material das pilhas recarregáveis, a única diferença é que a sua bateria possui varias pilhas soldadas;
- Praticamente todos os componentes para aeromodelismo são fabricados para a tensão (voltagem) dessa bateria, portanto são de fácil aplicação, bastando conecta-la diretamente no receptor e nos servos.
- Fornece 1,2V por célula nominal e 1,4V em carga máxima.

Níquel-Cadmio (Ni-Cd):

- Quando não descarregada totalmente por várias vezes, a bateria vai perdendo progressivamente sua capacidade total de carga, o chamado efeito memória. Para evita-lo, o ideal é descarregar totalmente a bateria antes de uma nova carga, caso não seja possível sempre, pelo menos uma vez ao mês.

Níquel-hidreto metálico (Ni-Mh):

- É uma bateria mais avançada que a Ni-Cd, por isso não possui o efeito memória;
- É necessário muito cuidado, pois essa bateria segura a tensão alta até quase o final da sua carga. Portanto, ao medi-la você deve utilizar um medidor compatível para não ser enganado, pois você pode pensar que ela está carregada, mas na verdade está descarregada.



Lítio
- A bateria mais comum e moderna hoje;


            Lipo (Polímero de Lítio):
           
            - Fornece 3,7V por célula nominal e 4,2V em carga máxima.
- Largamente utilizada em motores elétricos pela sua alta capacidade de descarga (20C a 130C);
- As mais comuns carregam em uma hora, mas algumas especiais aceitam altas taxas de carga (3C a 10C), o que as carrega em 10 ou 20 minutos;
- Quando mal cuidada (ou às vezes espontaneamente) pode pegar fogo;
- Para alimentar servos não HV (servos HV aceitam Lipo) é necessário regulador de tensão (bec).

Life (Lítio Ferro):

- Fornece 3,3V por célula nominal e 3,7V em carga máxima;
- Pode ser ligada diretamente em servos não HV (high voltage / alta tensão);
- Possui capacidade de descarga baixa comparada à Lipo (3C a 15C);
- Muito utilizada em rádio e aeromodelo, pois não precisa de regulador;
- Não é inflamável como a Lipo.


Em resumo, baterias de Níquel são pouco utilizadas pela sua demora na carga e baixa capacidade de descarga. Eu extingui níquel dos meus modelos em 2012, desde lá utilizo somente Lipo e Life.
Lipo é muito boa para motores elétricos, mas para utiliza-la em receptores é necessário regulador. Em rádios pode conecta-la diretamente.
Life pode ser utilizada diretamente em receptores e rádios, mas possui baixa descarga para ser utilizada em motores elétricos.


Quer ser avisado de todas as nossas postagens? Cadastre seu e-mail aqui.


Pronto para escolher a bateria? Ainda tem dúvida? Pergunte abaixo ou me envie um e-mail.

1 comentários:

  1. da pra usar baterias de notebook em aeromodelo? to com uma bateria e pretendo tirar as celulas dela pra fazer uma pro meu piper mas nao tenho certeza se funciona

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...