Páginas

Dicas para pousar um aeromodelo

         
         O pouso é um momento muito delicado, pois qualquer erro nesse momento pode ser fatal ao aeromodelo.
Não é difícil, basta treinar e treinar. Apesar de um nunca ser igual ao outro, vento não será problema se você “automatizar” os comandos em sua mente.
Quando comecei a voar, tinha dificuldade com o pouso até descobrir sua essência.



Enumerei em 6 tópicos para facilitar o entendimento:

1º - Você sempre deve estar contra o vento para diminuir a velocidade, facilitando o pouso e usando menos pista. Em dias de ventania, trabalhe o aileron para manter as asas alinhadas e não faça movimentos bruscos à baixa velocidade.

2º - O pouso começa na aproximação. Portanto, passe paralelo a 50m da pista e 30m do solo, só inicie a curva após a cabeceira, faça uma curva bem aberta até o alinhamento da pista (180º) perdendo um pouco de altura. Pronto, metade do pouso foi concluída.

3º - Se você quer colocar o aeromodelo no chão. Qual o motivo de não o deixar descer?
Alivie o profundor até ele chegar próximo ao solo (20cm). Só então termine de arredondar. Se cabrar muito à 5m de altura, ele vai estolar (perder sustentação) e cair ao solo danificando a estrutura.

4º - Quando o aeromodelo estolar, ele deve estar perto do solo o suficiente para tocar suavemente. Ou tocar com pouquíssima sustentação - velocidade - a ponto de não decolar novamente. Quanto mais devagar ele estiver, mais “empinado” estará o nariz, isso ajuda a reduzir ainda mais a velocidade.

5º - Se você tocou no final da pista e ela está acabando, mexa o leme de um lado para o outro. Dessa maneira o modelo fará zig-zag e perderá velocidade até parar.

6º - Caso as dicas anteriores não funcionem e você precise arremeter (abortar a decolagem), acelere à toda potência, mantenha as asas alinhadas, e voe na horizontal até o aeromodelo recuperar sua velocidade de voo. Só depois comece a ganhar altura.


Quer ser avisado de todas as nossas postagens? Cadastre seu e-mail aqui.


Ainda não consegui pousar? Não falei o que você queria saber? Comente este artigo ou me envie um e-mail.

8 comentários:

  1. amigo. muito bom o post, mas e quanto ao acelerador. quando e quanto cortar a aceleração do aeromodelo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. a resposta estar no terceiro tópico,ao chegar a 20cm do solo corte a aceleração,ele pousará tranquilamente.

      Excluir
    2. a resposta estar no terceiro tópico...a 20cm do solo,corte o motor e desça suavimente...ou quase!

      Excluir
  2. Com um modelo treinador, uma opção é cortar (desacelerar totalmente) o motor antes de começar a fazer a curva para pouso, a outra, é manter somente alguns "cliques" até pouco tempo antes de tocar no chão. Esclareci sua dúvida? Conseguiu pousar dessa maneira?

    ResponderExcluir
  3. Muito obrigado pelas dicas. Agora sim tenho pousado com mais facilidade. Abraço.

    ResponderExcluir
  4. Tenho um Avistar Elite cujo único problema é na hora do pouso ao tocar a pista ele sobe novamente.
    Seria algo relacionado com o peso ou não do nariz? Gostaria de salientar que sou aeromodelista experiente e pouso meu Calmato 60 perfeitamente sem que ocorra esse problema. Grato por uma dica.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Há uma possibilidade que seja peso de nariz mesmo, pois assim o modelo não consegue aumentar o ângulo de ataque e consequentemente pousar mais lentamente. Tente tocar mais devagar, esse é o segredo para não subir novamente, se subiu é por que tem sustentação, e se tem sustentação é por que está rápido demais. Eu tentaria tocar mais devagar, e se isso não fosse possível, atrasaria um pouco o CG. Tente e depois me conte o resultado. Abraços

      Excluir
  5. gosto de fazer a curva de pouso bem mais afastado da cabeceira e antes de fazer a curva ja deixar em uma velocidade q o aeromodelo perca velocidade e altura.....

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...