Páginas

Medidor de bateria onboard



            Como vocês podem verificar na descrição do site, um dos tópicos é experiência, mas não no sentido de fazer experimentos, e sim de passar um pouco da minha experiência em campo para vocês; para que dessa maneira vocês não comentam os mesmos erros que eu já cometi, e economizem dinheiro, tempo e expectativa.

            Ninguém discorda que a bateria é uma das peças mais importantes de todo aeromodelo, tanto combustão quanto elétrico. E por causa disso eu já quase perdi um YAK .61 glow. O que salvou o aeromodelo foi somente sorte, o que aconteceu e o que eu fiz para prevenir que isso aconteça novamente explico abaixo.

            Era uma linda manhã ensolarada de domingo, enquanto os pássaros cantavam... Brincadeira, era somente um domingo comum de voo.

            Como já disse, esse meu aeromodelo era à combustão, e como todos desse tipo, necessita de regulagem. Mas nesse dia não era uma regulagem comum, estava muito difícil de deixa-lo “redondo” (funcionando perfeitamente); e por isso foram necessárias várias partidas e decolagens.

            Sua bateria do receptor era uma LIPO que durava muitos voos, muitos mesmo. E por isso eu não costumara carregar todos os finais de semana (primeiro erro).

            Por estar tão focado na regulagem do motor, acabei me esquecendo de verificar a bateria entes de todos os voos (segundo erro), o que sempre recomendo. Preciso dizer o que aconteceu? A bateria acabou em voo, e fiquei totalmente sem o controle do avião. Quando a bateria é de Níquel, os comandos começam a ficar lerdos quando ela está acabando, e com isso é possível que o piloto perceba e pouse rapidamente. Já a de LIPO mantém a tensão (voltagem) até a bateria aguentar, e depois corta de uma vez, tornando a bateria descarregada imperceptível até ser tarde demais.

            Ai entrou a sorte, primeiro por ter levado meu avião para o lado oposto ao estacionamento, e segundo por tê-lo feito pousar quase que perfeitamente (considerando o pior caso: lenha total). Poucas coisas foram danificadas: berço da asa, trem de pouso e cowl. O que consertei em uma semana.

            Vocês não têm ideia do alívio que eu senti quando o vi parado no mato, parecia que eu ganhara um aeromodelo novo.

            Aprendi muitas coisas com esse ocorrido, e todas elas coloco em prática até hoje.

            O primeiro procedimento é carregar a bateria todos os dias de voo, não importa se está carregada, plugo no carregador e espero até que ele apite.

            E a principal medida adotada foi a instalação de um medidor “onboard”, aquele mesmo que possui várias luzes que acendem conforme a tensão da bateria. Com ele não preciso de um voltímetro (multímetro) para realizar a medição, pois todas as vezes que ligo a eletrônica, ele também liga e me mostra claramente se a bateria está carregada.

            Um ponto importante é onde conectá-lo. Você deve liga-lo diretamente na bateria, sem que passe antes pelo regulador (UBEC), pois assim você garante que a tensão medida é a da bateria, e não a que sai do regulador. Caso prefira como eu, conecte-o após a chave com um “Y”, assim ele só será ligado quando toda a eletrônica também estiver.


Medidor acoplado ao painel, somente as luzes aparecem

Indicação de bateria carregada

Medidor de bateria da ignição

Foi somente colado na madeira


            Eu sempre indico instalar um equipamento desses. Caso eu tivesse feito isso antes, não teria quase perdido meu YAK. Está vendo como se economiza muito ao aprender com o erro alheio?


            Outra coisa que precisa ser observada ao comprar e instalar o medidor, é se o mesmo é para baterias de níquel (NI-MH e NI-CD) ou para baterias de lítio (LIPO e LIFE). Caso use o errado, pode até funcionar, porém não indicará corretamente, e assim ele perde sua utilidade.

            Hoje, mesmo após ter trocado seu motor glow por um à gasolina, mantenho os medidores instalados, um para a bateria do receptor e outro para a da ignição.


            Quer ser avisado de todas as nossas postagens? Cadastre seu e-mail aqui.

            Acha interessante esse tipo de medidor? Você tem outra sugestão para problemas como esse? Caso você tenha alguma dúvida em como instalar, comente aqui embaixo, terei prazer em ajuda-lo.


6 comentários:

  1. Breno Consuli - Olímpia/SP14 de outubro de 2014 08:28

    Ótima matéria, realmente o medidor de bateria é um item de segurança e concordo plenamente que todos deveriam usar, primeiro pelo benefício, segundo, por ter um preço econômico. Só acho importante acrescentar a matéria, principalmente aos novatos, que existe um tipo de medidor para cada tipo de bateria, ou seja, para NiCd ou NiMh é um modelo, para LiPo é outro, e LiFe outro, ambos só diferenciam na voltagem de entrada e na voltagem de indicação de carga, mas o princípio de todos é o mesmo. Abraços a todos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ótima observação Breno, já alterei o texto. Muito obrigado.

      Excluir
  2. tem um medidor da hextronic q serve p LiPo e LiFe q é bem parecido c os da foto (n sei se eh o mesmo) p quem quiser usar LiFe ao invez de NiCD ou NiMH, ja vi gente instalando isso ate na parte de fora da carcaça do aero...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, esse da foto é o medidor da Hextronic para LIPO e LIFE. O local de instalação vai de gosto, eu prefiro algo mais discreto.

      Excluir
    2. OLA AMIGÃO AONDE AGENTE COMPRA ESSE MEDIDOR? OBRIGADO!!!

      Excluir
    3. No Mercado Livre tem bastante, pode ser em alguma loja de sua confiança também. Ou se preferir comprar direto da fonte, Hobby King.

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...