Páginas

Opus F3A, projetado para corte à laser



            Facilitar a construção de um aeromodelo é um desejo de todo construtor, e hoje com diversas tecnologias disponíveis, isso se torna cada vez mais real e barato. O corte à laser é algo que veio para ficar, seja em produções industriais, ou até mesmo para se ter uma máquina em sua própria oficina.

            Nesta construção, mostrarei todos os passos: desde o preparo da planta para o corte, até a entelagem do Opus, avião concebido para acrobacias F3A.




O projeto é de origem Russa, muito bem detalhado e completo, disponível para download em diversos sites nos formatos .dxf (AutoCad) e .cdr (Corel Draw), utilizei o AutoCad por ter mais facilidade e prática para fazer alguns ajustes, como: escala da planta, encaixe das peças, verificação de erros e preparo para o corte à laser. E para desenhar a entelagem, utilizei o Corel Draw por ser mais fácil de se trabalhar com imagens.

Primeiramente precisei fazer uma “limpeza” no desenho, haviam muitas linhas duplicadas, alguns pontos sem sentido espalhados pelo desenho; essas particularidades atrapalham o corte a laser, por exemplo, se há uma linha sobre outra, a cabeça de corte irá passar duas vezes nessa mesma linha aumentando o tempo de corte e encarecendo o projeto.

Utilizei na fuselagem: compensado de 3mm e longarinas quadradas de 4mm em balsa.  Na asa, a longarina próxima ao bordo de ataque, bordo de fuga e nervura para fixação com a fuselagem também em compensado, as nervuras restantes em balsa de 2,3mm.  E para o chapeamento, balsa de 1mm.

Todo o projeto foi colado com CA/Cianoacrilato (Super Bonder®) de média viscosidade, costumo comprar tubos com 100g para reduzir custos.  Para a colagem do leme e profundor ao charuto irei utilizar cola Epóxi.


Preparação para o corte


Esta é a imagem do projeto original com todas as peças, neste desenho ainda não foi feita a limpeza das linhas nem dos pontos desnecessários:





Fiz a limpeza em cima de todo o arquivo, e separarei as peças pelo tipo de material a ser utilizado: compensado de 3, balsa de 2,3 e 6,3mm:


Compensado 3mm


Balsa 2,3mm

Balsa 6,3mm


Após essa edição, o plano de corte já pode ser preparado, que são as peças dispostas no material a ser cortado:  o retângulo maior em vermelho no entorno é o tamanho da chapa a ser utilizada, ele é colocado para uma melhor distribuição das peças e para orientação em relação as fibras (ou linhas) da madeira gerando assim uma maior resistência após construído.

As partes vazadas em vermelho foi uma solicitação do responsável pelo corte, dessa forma, primeiro é feito o corte das áreas vazadas e posteriormente o contorno da peça.





Foram feitos “cortes” de 1mm nas peças, isso é importante para que elas fiquem presas à chapa e não se soltem; pois como não estou presente na hora do corte, ela poderia cair dentro da máquina e ser descartada por engano.






Construção


Separando as peças do charuto.





Montagem da caixa frontal, gosto muito desse tipo de projeto, mantem a resistência onde é necessário, não agregando peso ao conjunto todo.




Colagem da caverna inclinada para encaixe do canopy, e posterior caverna ao final da caixa frontal.




Colagem das cavernas, resolvi fazer uma peça extra para ter mais uma superfície de colagem na hora da junção do profundor ao charuto.




Utilizei as longarinas de balsa quadrada de 4mm, fiz 2 furos na peça onde será colado o leme, e no leme, os dentes para encaixe, facilitando assim o alinhamento.






Cavernas inferiores coladas, para posterior colagem das longarinas de balsa.




Longarinas de balsa coladas.




Nesta área marcada em vermelho resolvi fazer uma alteração de última hora onde será instalado o trem de pouso: fiz uma peça extra deixando a área sem longarinas, para assim facilitar a instalação.




Canopy encaixando perfeitamente, na ansiedade acabei esquecendo de fotografar a montagem dele.




Fiz outra alteração na montagem do profundor para criar os encaixes, e assim facilitar a montagem das peças.




Montagem do leme, também modificado para criar encaixes, detalhe em vermelho dos “dentes” para encaixe ao charuto.




Verificando os encaixes da empenagem, o profundor ficou muito justo dificultando um pouco seu encaixe. Com isso usei uma lixa 1200 para tirar um pouco de material e facilitar na hora de colar e alinhar






Charuto pronto e chapeado com balsa de 1mm.






Reforços utilizando longarinas em balsa triangulares, dando firmeza com o acréscimo de pouco peso.




Asa, separando as nervuras e longarinas.




Reforços para a passagem da baioneta.




Asa montada com teste de encaixe da baioneta.




Colei dois pedaços de barra roscada de 5mm em cada asa para fixar a asa à fuselagem com porcas borboleta.





Algumas particularidades que eu sempre faço meus projetos:


Berço para servo na cauda para um possível ajuste de CG




Furos de 0,5mm para os parafusos dos servos.






Entelagem


Utilizei o arquivo disponível no projeto para montar a entelagem, importei para o Corel Draw e fiz somente mudança nas cores, faço a base da entelagem com Chinakote, e os detalhes corto no vinil em gráfica.





Antes de começar a entelagem lixo tudo com lixa 1200, corrigindo pequenas imperfeições e deixando a superfície bem lisa para uma melhor aderência do termo adesivo.

Costumo fazer um molde em papel pardo da superfície a ser entelada e depois cortar o adesivo com base nesse molde, assim eu consigo um melhor aproveitamento: no papel pardo eu posso errar quantas vezes forem para em seguida cortar.




Fiz dessa forma no charuto, a entelagem fica mais completa e sem emenda.




Entelei o charuto nesta ordem: parte inferior, laterais e parte superior.




Para entelagem do Chinakote no meio da asa, foi necessário colar umas guias em madeira: utilizei sobras de 1mm, pois o termo adesivo somente adere à madeira.




Resultado:




Entelei a asa a partir do bordo de fuga para o bordo de ataque, assim o fluxo de ar sobre a superfície da asa não irá fazer com que a entelagem se solte.




Atualmente estou aguardando o corte do adesivo em vinil, para assim fazer o canopy e o cowl.





Os próximos passos da construção também serão postados assim que forem concluídos.


Quer ser avisado de todas as nossas postagens? Cadastre seu e-mail aqui.



           O que achou da construção? Ficou boa? Deixe seu comentário aqui embaixo!




Escrito por Thiago Mello


5 comentários:

  1. tem como disponibilizar os planos de corte Thiago?

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Boa tarde pessoal, agradeço pelas elogios, porém o arquivo não está disponível para envio e nem venda, esse é o protótipo e se ainda não está finalizado, pois como foram feitos diversos ajustes preciso fazer toda a montagem e voo para certificar que está perfeito. Será atualizado o artigo conforme for avançando na construção.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...